O maior evento de moda da América Latina começa, nesta segunda-feira (22), com a presença de seis marcas mineiras. A 47ª edição do São Paulo Fashion Week (SPFW) contará com 36 grifes desfilando nas passarelas montadas no Galpão Arca, espaço que já recebeu a semana fashion na última temporada, além das apresentações realizadas em locais alternativos, como as de Reinaldo Lourenço e Gloria Coelho.

No line-up, o ícone da moda mineira, Ronaldo Fraga, que revisita uma inspiração já trabalhada anteriormente: Cândido Portinari. "Os temas entram na vida da gente para não sair mais. Trabalho, nesta coleção, o maior artista político do Brasil, que é Portinari, com o 'Guerra e Paz'. Nesses tempos que estamos vivendo, só seremos salvos pela poesia e pela arte", conta o estilista, que também é diretor-criativo do Minas Trend. O desfile de Fraga acontece no dia 26, sexta-feira, às 20h30.

"Guerra e Paz" são dois painéis famosos do artista brasileiro, pintados no início da década de 1950 sob encomenda do governo federal para presentear a Organização das Nações Unidas (ONU). Outra obra de Portinari também pode ser vista em painel da Igreja São Francisco de Assis, na Pampulha

Direitos para todos

Na terceira participação no SPFW, a mineira LED, do estilista Célio Dias, mostra a coleção "Zangada". Como colaboradora, a ilustradora e tatuadora também mineira Thereza Nardelli, conhecida pelo desenho "Ninguém solta a mão de ninguém", que criou grafismos que foram transformados em estampas.

"A LED segue se posicionando pelo direito à existência de todas as pessoas. O trabalho da Thereza vem explicitar essa visão. São ilustrações que celebram o empoderamento dos corpos, especialmente os femininos e os LGBTQ+, que mais do que nunca precisam ter voz e espaço", comenta Célio. A LED é parte do projeto Estufa, que inclui outras seis marcas brasileiras em início de carreira, e tem apoio do Sebrae.

Completam o rol de marcas mineiras, Fabiana Milazzo, Patrícia Bonaldi (Patbo), Modem e Apartamento 03.

Utopia

O tema da 47ª edição da semana de moda propõe reflexão frente à pergunta "Qual é a sua utopia?". A ideia é convidar todos a participar da construção de futuros cada vez mais criativos, afetivos e colaborativos.

“Estamos todos em busca de respostas. O São Paulo Fashion Week sempre foi um espaço aberto de co-criação. É bom poder manifestar, abrir e compartilhar nossos ideiais", afirma Paulo Borges, idealizador e diretor criativo do SPFW. 

O São Paulo Fashion Week vai até o sábado, 27.

Confira o line-up da semana de moda. Em destaque, os mineiros:

Segunda 22/4
19h45 - Reinaldo Lourenço

Terça 23/4
11h - Lenny Niemeyer
16h - Patrícia Viera
17h30 - Fabiana Milazzo
19h - Lilly Sarti
20h30 - Bobstore

Quarta 24/4
10h45 - Gloria Coelho
12h - PATBO
15h30 - Another Place
16h30 - Beira
17h30 - João Pimenta
18h30 - Amir Slama
20h - Modem
21h - Lino Villaventura

Quinta 25/4
15h - Projeto Estufa - Aluf
15h15 - Projeto Estufa - Victor Hugo Mattos
16h30 - Ca.Ce.Te Company
17h30 - TOP5 - Borana
18h - Neriage
19h - Handred
20h - Triya

Sexta 26/4
15h - Projeto Estufa - ÃO
15h15 - Projeto Estufa - MiPinta
16h - Cotton Project
17h30 - Apartamento 03
18h30 - Ratier
19h30 - Haight
20h30 - Ronaldo Fraga

Sábado 27/4
15h - Projeto Estufa - Lucas Leão
15h15 - Projeto Estufa -Korshi
15h30 - Projeto Estufa - LED
16h30 - Också
17h30 - Flavia Aranha
18h30 - PIET
19h30 - Ponto Firme

Leia mais:

São Paulo Fashion Week prestigia designers que apostam no coletivo