Anos atrás, era preciso coragem para “tosar” as madeixas, representantes de peso da feminilidade, e assumir o cabelo curto – permissão social dada só às mais velhas. Hoje, a atitude feminina tem mudado frente a esse estereótipo, que, apesar de tudo, ainda é forte. Artistas, influenciadoras e a própria récem-eleita Miss Brasil 2019, a mineira Júlia Horta, têm aderido aos curtinhos, provocando movimento em salões de Belo Horizonte de mulheres em busca da libertação dos fios longos.

JÚLIA HORTA

Miss Brasil 2019, eleita no último fim de semana, com madeixas antes (à esquerda) e depois (à direita); cabelos curtos em concursos de beleza são raridade

“O estereótipo da mulher sensual de cabelos longos ainda prevalece no imaginário masculino. As mulheres têm se preocupado menos em corresponder aos desejos dos homens quanto à aparência. E isso é, com certeza, fruto dos movimentos feministas, de libertação”, reflete a psicóloga Karina Mendicino, criadora do projeto Ser Inteira, na capital. 

BRUNA MARQUEZINE

Desde 2015, a atriz vem flertando com as madeixas curtas e varia entre cabelos médios e curtos. Hoje, aos 23 anos, ela desfila com corte chamado de “bob hair”, que não passa de um chanel mais moderno

Apesar da mudança de comportamento delas, a especialista afirma ainda estarmos “engatinhando”. “O que chamamos ‘feminilidade’ não passa de uma construção historicamente masculina. Foram homens do saber médico e filosófico que definiram, ao longo da história, o que é ser mulher. Estamos apenas começando a descobrir isso e a protestar o direito de nos definir por nós mesmas”, explica.

CAMILA QUEIROZ

Recentemente, a atriz passou a tesoura nas longas e admiradas madeixas em função do papel na novela “Verão 90”. A mudança dividiu opiniões entre os fãs, mas, visivelmente, imprimiu uma imagem mais madura e, com certeza, mais sexy

Surpresa

Reflexo desse movimento libertador pelo qual passam as mulheres é percebido pelo cabeleireiro Célio Faria, proprietário de instituto de beleza homônimo no bairro de Lourdes, região Centro-Sul de BH. Cortando cabelos há mais de 30 anos, ele está surpreso com o boom de pedidos por curtos nos últimos seis meses. 

“Foi um processo demorado de desapego do cabelo longo. Entre os motivos estão o calor intenso, a falta de tempo para cuidar – já que as mulheres passam muitas horas trabalhando e levam trabalho para casa –, uma transição de fase de vida, o rompimento de um relacionamento ou mesmo um novo”, destaca.

FERNANDA SOUZA

A atriz e apresentadora foi, gradativamente, cortando os cabelos. No ano passado, o corte que exibia foi um dos mais pedidos nos salões. Atualmente, mantém as madeixas onduladas e curtas

Quem também comemora a onda ascendente de movimento em função dos curtos é a hair stylist Rosângela Rocha, da Maison Rocha, no bairro Gutierrez, na região Oeste. “Houve uma mudança grande nos últimos tempos. Recebemos muitos pedidos de cortes curtinhos, sendo um dos campeões o bob hair da Bruna Marquezine”, revela.

FERNANDA VASCONCELLOS

A atriz foi uma das primeiras dessa fase de boom dos curtos a “tosar” os fios. Perdeu o jeito de adolescente que tinha com os cabelos longos para se apresentar como uma mulher de muita personalidade. Já teve diversos modelos de corte

Aprovação

Investir em um corte curto é, em primeiro lugar, uma escolha estética e a mulher precisa entender que há, sim, uma imagem transmitida ao fazer essa opção. “A mulher que opta pelo curtinho passa a imagem de decidida, moderna e de personalidade. Mas ainda é uma escolha difícil para a maioria de nós”, coloca a psicóloga Karina Mendicino. Ela observa: “Estão dizendo aos homens: ‘não estamos interessadas em agradá-los, queremos ser o que quisermos!’”.

MARIANA RIOS

A atriz e apresentadora cortou os cabelos para a entrada de 2019 e ganhou muitos elogios ao exibir a decisão em seu perfil no Instagram

De acordo com Célio Faria, não existe mesmo essa coisa de que “meu marido/namorado não gosta ou não deixa”. “A mulher quer se destacar no universo feminino, impor personalidade forte, um poder”.

Já Rosângela Rocha vem percebendo que muitos companheiros pedem às mulheres para que cortem os cabelos. “Parece que o fetiche em relação ao cabelo longo vem mudando. Algumas contam que os maridos têm pedido curtos pois querem esposas modernas”.

Leia mais:
Hashtags de cabelos curtos bombam na web; confira quais são elas

O que é moda para você? Veja as respostas de quem atua no mercado em BH

Mudanças no vestir feminino caminham junto com avanço da história

Minas Trend divulga tema 'ensolarado' para a próxima edição