A Electronic Arts e a produtora Respawn divulgaram relatório de desempenho de “Star Wars Jedi: Fallen Order”, que aponta que o game registrou o melhor desempenho de vendas para as primeiras duas semanas de um game “Star Wars”. No boletim, elas também apontaram que o titulo é o game da EA com melhor resultado para PC, durante a janela de lançamento. 

Questionada sobre o volume específico para o período, a assessoria da EA alegou que a empresa não abre seus números. Acontece que a notícia soou como uma tentativa de mostrar que finalmente o casamento entre Disney e Electronic Arts gerou um filho bonito.
As duas empresas firmaram acordo em 2013. Desde então, apenas dois games tinham sido publicados: “Star Wars Battlefront” e “Star Wars Battlefront”.

E nenhum obteve o retorno esperado. E como o acordo vence em 2023, o sucesso de “Jedi: Fallen Order” pode abrir caminhos para novos projetos. 
O game foi desenvolvido pela Respawn, estúdio que da série “Titanfall”. Aliás, muito da jogabilidade de “Jedi: Fallen Order” foi herdado de “Titanfall 2” como as corridas pelas paredes e demais elementos de jogabilidade.

No game o jogador assume o papel de um ex-padawan (aprendiz de jedi) perseguido pelo Império Galático. O game tem bons gráficos e o jogador conta com ajuda de um pequeno robô, que acompanha o jogador. Uma espécie de R2-D2 em miniatura que resolve várias tarefas. 

Mas fato é que “Star Wars Jedi: Fallen Order” é um game que tem agradado ao público, bem mais que “Battlefront” e “Battlefront 2” - que pecou pelo excesso de micro-transações. No indexador de notas, Metacritic, “Fallen Order” atingiu 8,1 pontos, numa escala que vai até 10, de acordo com as notas do público. Para se ter uma ideia, “Battlefront 2” obteve apenas 1,2. 

Com preço sugerido de R$ 238, “Star Wars Jedi: Fallen Order” tem edições para PC, PS4 e Xbox One.