Recentemente testamos o Samsung Galaxy S20, versão topo de linha da marca sul-coreana. Um aparelho impecável que tem preço sugerido de R$ 5 mil. No entanto, é possível obter boa parte desses atributos gastando bem menos. 

Agora, testamos o Galaxy A51, modelo da linha intermediária da Samsung, que custa menos da metade do que é cobrado pelo S20. No varejo, os preços variam entre R$ 1,8 mil e R$ 2.200. Não é o telefone mais barato da praça, mas pelo que oferece, é uma excelente escolha. 

Detalhes

Esse aparelho tem tela ligeiramente maior, 6,5 polegadas contra 6,2, ele conta com leitor de digital na própria tela, câmera frontal embutida com resolução de 32 MP e gravação em 4K. Ou seja, dá para bancar o blogueirinho sem precisar gastar uma fortuna.

Girando o aparelho, na parte de trás ele é equipado com quatro lentes (48 Mp + 5 Mp + 12 Mp + 5 Mp), que se combinam para exposição grande angular, foco dinâmico, teleobjetiva e macro. Tudo isso sem contar que também grava em 4K. Ele peca pela estabilização digital, que é inferior à ótica, mas para gravações estáticas resolve muito bem.

Hardware

O A51 conta com processador de oito núcleos, que operam em 2,3 GHz e 1,7 GHz, além de 4 GB de RAM. Tudo isso garante ao aparelho poder de processamento para rodar games com gráficos refinados, assim como aplicações que demandam muita memória como o editor de vídeo Adobe Rush. 

O armazenamento é de 128 GB. Um volume que garante tranquilidade para armazenar fotos, vídeos e toneladas de quinquilharias que se acumulam no WhatsApp. Mas vídeos em resolução elevada ajudam a esgotar mais rapidamente a memória. No entanto, ele reconhece cartões de até 512 GB. Como todo aparelho de linha intermediária, ele conta com duas entradas para chip SIM. Em dias de home office, esse recurso pode ser uma boa opção para quem precisa ter uma linha corporativa desvinculada de seu número pessoal. Já a bateria de 4.000 mAh garante duração para todo o dia. 

Apesar de ser uma linha intermediária, o visual desse smartphone agrada pelo chassi de apenas 7,9 mm, que faz dele bem fininho. Ele tem bom acabamento, apesar de as laterais serem passíveis de descascar a pintura, pois a carcaça é plástica e não metálica. Mas a tela é feita Gorilla Glass 3. 

Ou seja, são insumos mais simples que os que contam no topo de linha, mas é melhor abrir mão no visual do que no desempenho.