Primeiro foi o rádio, depois a radiola, na sequência vieram o três em um e o micro system. Hoje ouvir música ficou diferente, uma vez que os telefones se tornaram as fontes das músicas, equipamentos como os dock stations e caixas conectadas ganharam mercado, sem a necessidade de ter um reprodutor de mídia embutido. Das pequenas caixinhas, passando pelas sofisticadas sound bars, ouvir música não depende mais de trambolho no canto da sala. Mas se o amigo faz questão de um equipamento robusto para animar a festa, o MX-T55 pode ser essa opção.

Esta Sound Tower da Samsung acaba de chegar ao mercado por R$ 1,7 mil. Com as medidas de um banquinho, esse monolito de 60 cm e 13,6 quilos despeja impressionantes 500W RMS. Com dois tweeters de 2,5 polegadas e dois mid-woofers de 6,5 polegadas, ele garante potência para fazer uma mini Woodstock quando a pandemia terminar.

Resistente a água (não significa que pode ser mergulhada da piscina), ela pode ser colocada em espaços abertos e ainda pode fazer uma rede com outras nove torres de mesmo modelo. 

Para fazer a música tocar, basta querer, pois a torre conta com conexão Bluetooth, duas portas USB e até entrada para microfone. Foi-se o tempo que era preciso levar a fitinha no bolso ou o CD para embalar a festinha.