Vai sair de férias? Confira 10 dicas para descansar o cérebro durante o período

Izamara Arcanjo
Especial para o Hoje em Dia
06/01/2022 às 11:15.
Atualizado em 10/01/2022 às 02:02
 (Banco de imagens/ freepik)

(Banco de imagens/ freepik)

Sabe aquela ansiedade boa que dá às vésperas das férias? Especialistas afirmam que, de alguma forma, próximo ao período de descanso, o corpo parece entender que um novo ciclo está perto de começar.

Se você vai aproveitar o mês de janeiro para sair de férias ou tem uma programação em mente para sua próxima folga, confira a seguir as dicas da especialista para aproveitar ao máximo esse período e atender às expectativas do seu corpo que está pedindo "sossego".

É preciso fazer algo novo

De acordo com a bióloga e neurocientista, Lívia Ciacci, quando proporcionamos um período de descanso ou novidades para o nossa mente, como conversar com outras pessoas e visitar lugares, satisfazemos a aptidão natural exploratória do cérebro, causando prazer e bem-estar.

“Isso gera repertório de vivências - favorecendo a neuroplasticidade - e facilita que direcionemos o foco de atenção para o momento presente, por isso é tão importante fazer algo novo nas férias”, detalha a especialista. 

Férias de dez dias. Será que funciona?

Atualmente, o trabalhador em regime CLT pode “fatiar” as férias. Na opinião da especialista, embora pareça interessante, férias curtas demais podem não ser uma boa opção, mas isso depende muito da programação.

“Dez dias de férias podem ser incríveis ou podem não valer de nada. Isso depende muito das escolhas feitas sobre o que fazer nesse período, afinal, o tempo é relativo! Se eu tiro dez dias de férias, passo cincos fazendo faxina e os outros cinco sentada olhando redes sociais, vou voltar a trabalhar sem ter descansado", alerta.

Lívia diz que é possível dividir o tempo entre a faxina e outras atividades prazerosas. "O que dará a sensação de descanso é o quanto você estimulou áreas do cérebro diferentes e desligou as preocupações convencionais", diz. 

Lívia listou dez dicas essenciais para se aproveitar ao máximo as férias:

  1. Escolha uma nova atividade diferente . Esse é um ótimo jeito de alimentar o cérebro de novas perspectivas. “Se você trabalha com números e computadores, vá experimentar esculpir ou patinar, trabalhe habilidades esquecidas."
  2. Escolha coisas divertidas e deixe a criança interna extravasar. Relembre atividades que te divertiam antigamente, ou descubra outras diferentes, a diversão tem um poder imenso sobre o pensamento associativo e a criatividade.
  3. Planeje momentos das férias para fazer nada, exatamente nada. Apenas ficar na rede, ou no seu sofá preferido deixando a mente divagar livre e, quem sabe, um cochilo sem despertador. “Momentos de relaxamento vão reduzir todos os hormônios que aumentam os riscos de doenças cardíacas, como o cortisol."
  4. Aproveite para esquecer o som do despertador, mas não se perca totalmente, uma rotina básica de sono e alimentação vão reforçar a saúde e facilitar o processo do retorno ao trabalho.
  5. Explore as atividades coletivas e, de preferência, divertidas. Jogos em família ou com amigos são excelentes oportunidades de atualizar a conversa e fortalecer vínculos afetivos essenciais para a saúde.
  6. Explore a própria cidade. Quais lugares você sempre diz que gostaria de ir um dia e nunca tem tempo? Um parque, um museu, uma biblioteca, um cinema.
  7. Tenha contato com a natureza. As poluições visuais e atmosféricas das cidades funcionam como estressores ambientais. Por isso, “fugir para a roça” é importante nas férias. “Um estudo recente mostrou que duas horas por semana na natureza impactam o bem-estar, o humor e diminuem os sintomas de depressão, ansiedade e estresse."
  8. Movimente-se. Corpo e mente são um só e exercícios físicos são capazes de restaurar o equilíbrio metabólico, melhorar o sistema imunológico.
  9. Faça novas amizades. Ouvir novos assuntos e pontos de vista diferentes, mesmo que você não concorde, vai enriquecer sua visão crítica de mundo. Fazer parte de ações voluntárias e beneficentes também são válidas.
  10. Aproveite a companhia dos animais. Se você tem um bicho de estimação, dedique-se a momentos divertidos com ele, isso estimula o sistema límbico aumentando a sensação de segurança, afeto e autoestima. Se não tem, que tal visitar alguma instituição de proteção animal e auxiliá-los de alguma forma?
Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por