O endividamento das famílias brasileiras nunca esteve tão alto. De acordo com pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), divulgada nesta terça-feira (7), o percentual de famílias com dívidas é o maior em quatro anos, chegando a 62,7%, do total, em abril deste ano.

Diante da reconhecida falta de planejamento financeiro do brasileiro, o Hoje em Dia selecionou cinco aplicativos gratuitos e bem avaliados na Google Play e na App Store para a tecnologia ajudar quem quer sair do vermelho a se organizar.

Mas é preciso alguns cuidados antes de baixar aplicativos, segundo a investigadora de segurança cibernética da Eset América Latina,  Cecília Pastorino. De acordo com ela, nenhuma plataforma está livre de códigos ou aplicativos maliciosos porque, algumas vezes, esses aplicativos conseguem escapar dos controles das lojas virtuais oficiais e são publicados. No entanto, eles tendem a durar pouco tempo. Quando reportados, são removidos quase que automaticamente.

A investigadora esclarece ainda que o usuário está seguro se mantiver o telefone atualizado, não utilizar redes Wi-Fi públicas ou inseguras (sem senhas, por exemplo), baixar os apps apenas a partir de lojas oficiais, verificar as permissões que o app pede e não conceder permissões desnecessárias, além de ter um antivírus. "Por outro lado, se o usuário instalar aplicativos sem boa reputação e não tiver uma solução de segurança instalada, é melhor evitar ter no celular informações que podem ser roubadas por um aplicativo malicioso", orienta. (Confira abaixo outras dicas).

Os apps a seguir têm acima de 4,5 estrelas e estão disponíveis para Android e iOS. Confira: 

Minhas economia.PNG

 

01. Minhas economias

 

O app possui ferramentas de controle financeiro, orçamento, gerenciador de projetos, gráficos e relatórios que ajudam a tomar decisões. Ao criar uma conta, todos os gastos e receitas cadastrados no aplicativo de controle financeiro podem ser sincronizados com o sistema de controle financeiro na nuvem. Dessa forma, mesmo que você troque ou perca o seu celular ou tablet, é possível acessar a planilha. 

De acordo com a empresa do app, o cadastro é anônimo, não há operações financeiras efetivas, o app é protegido com um código de segurança de quatro dígitos e a sincronização tem conexão criptografada. 

 

Organizze 2.PNG

 

02. Organizze 

 

O app possibilita o lançamento de dados de despesas, do cartão de crédito, conta corrente e poupança em um único lugar. Entre os principais recursos estão: relatórios completos e simples, categorização de gastos e receitas e alertas de contas a pagar e a receber, além do controle total da fatura do cartão de crédito. 

O aplicativo possui uma versão totalmente free e a opção premium, que é paga. 

 

 

 

 

Mobilli.PNG

 

 03. Mobills 

 

É um gerenciador financeiro que permite que você administre despesas mensais, cadastre e gerencie gastos, acompanhe as finanças pessoais e administre o dinheiro onde estiver. O app ainda faz a leitura automática das notificações e SMS de bancos como Nubank, Inter, Santander Way, Digio, Neon, Itaú, Bradesco, Banco do Brasil, Santander e outros. 

 

 

 

 

 

gastos.PNG

 

04. Gastos Diários 3 

 

O app foi projetado para organizar rendas e despesas, além de registrar por data os movimentações financeiras e analisar os resultados em relatórios. Entre as principais funções, destaque para o acompanhamento de receitas e despesas por categoria, relatórios por períodos. O aplicativo permite ainda que você crie um backup do seu banco de dados para restaurar suas informações, se necessário.

 

 

 

 

 

Wallet.PNG

 

05. Wallet 

 

O app oferece uma conexão automática com o banco - suas transações bancárias são automaticamente sincronizadas de maneira segura, segundo o desenvolvedor, usando a inteligência artificial, e são divididas em categorias.

Além disso, a pessoa tem acesso a gráficos e relatórios financeiros que irão ajudar a conhecer o estado das finanças.

 


 

 

 

Dicas para evitar aplicativos maliciosos em dispositivos móveis:

  • Analise a quantidade de downloads, opiniões e reputação do aplicativo.
  • Revise as permissões solicitadas pelos aplicativos e evite conceder permissões desnecessárias a aplicativos desconhecidos. Revise as permissões periodicamente. Um app financeiro dificilmente precisará ter acesso as suas fotos, por exemplo.
  • Sempre atualize o sistema operacional e os aplicativos do dispositivo para a versão mais recente disponível.
  • Faça o backup de todos os dados no computador, ou pelo menos os mais valiosos.
  • Use apenas lojas oficiais para baixar aplicativos, com chances de se infectar com malware menores.
  • Use o bloqueio de tela, tendo em mente que o "padrão de desbloqueio" pode ser facilmente adivinhado e menos seguro se comparado a um "PIN".

Fonte: Eset

Leia mais:
Juros do cheque especial e rotativo do cartão sobem em março
Inadimplência entre belo-horizontinos cresce em comparação a março de 2018, aponta CDL-BH