O mês de dezembro representa a finalização de um ciclo para os trabalhadores. É nessa época que é indicado ao profissional fazer um balanço do ano que passou. Esse período, entretanto, é também o momento propício para a elaboração do plano de carreira com foco em 2017. É muito importante estabelecer metas concretas para o curto, médio e longo prazos, pois assim os esforços voltados à carreira passam a ser direcionados e efetivos e isso faz uma grande diferença nos resultados.

Antes de qualquer coisa, independentemente da área na qual atua, o profissional deve pensar em um plano coerente com a fase em que sua carreira se encontra atualmente. A ideia é estabelecer onde se deseja chegar ao final dos próximos 12 meses e como executar esse plano na prática. Pensando nisso, listamos 7 dicas de como fazer um plano de carreira de forma a atingir os seus objetivos no ano que se aproxima:

1) Pense em metas atingíveis

Não há nada mais frustrante do que impor a si mesmo objetivos impossíveis de se alcançar. 

2) Planeje-se

O planejamento é uma ferramenta poderosa para a conquista de metas. Por isso, sua elaboração é uma fase quase tão estratégica quanto o caminho que se vai percorrer ao longo dos meses. É fundamental dimensionar todos os custos e quanto tempo irá precisar dispor para atingir o ideal fixado.

3) Coloque no papel ou no computador todas as informações do seu plano

É importante registrar os valores e o tempo que serão investidos.  Há ferramentas, como programas e aplicativos, que podem ser muito úteis, pois permitem ajustes dinâmicos. Isso possibilita que o plano seja atualizado a cada mês e que o profissional tenha uma visualização plena do panorama de sua carreira e o que falta para alcançar os seus objetivos.

4) Busque ajuda profissional de coachings e mentores

Se relacionar com profissionais que você tem como referência e admira também é um recurso muito válido, tanto na hora de montar o plano como no decorrer do ano. Da mesma forma, passar a integrar fóruns de discussão na internet sobre temas que tenham a ver com a sua carreira pode te ajudar nessa jornada.

5) Esteja afinado com o seu objetivo

Se a sua meta é aprender um novo idioma, por exemplo, avalie bem se será necessário fazer uma viagem ao exterior ou se cursos intensivos no Brasil são suficientes. Tudo vai depender de quanto poderá investir, do tempo que tem para dispor e de qual nível pretende alcançar. No caso de optar por um intercâmbio, deve ser levado em conta o tempo que precisará se ausentar do trabalho atual, por exemplo.

6) Se estiver trabalhando, não exclua a sua empresa da jogada

Quando o objetivo a ser atingido está relacionado à empresa onde o profissional já atua, como conseguir ascender de cargo ou até mesmo mudar de área, pense na possibilidade de compartilhar esse desejo com seu gestor ou com a área de Recursos Humanos, de forma a alinhar as expectativas de ambos os lados. 

7) Se cobre, mas não sem fundamento

É muito importante ter em mente que, em muitos casos, chegar a atingir o alvo do plano proposto não depende do profissional unicamente, mas também de uma série de variáveis, como as condições oferecidas pela empresa etc. Mas isso não deve desanimá-lo. O que se deve ter em mente é que o fato de não alcançar a meta não é uma derrota, uma vez que o mais importante é o crescimento conquistado ao longo da caminhada.
 
Fonte: Silvana Barros, consultora na Randstad