O candidato ao governo de Minas pelo MDB, Adalclever Lopes afirmou que não cogitou abrir mão da disputa ao Palácio da Liberdade e criticou o vice-governador Antonio Andrade (MDB), que declarou apoio a Antonio Anastasia (PSDB).

Nos últimos dias, houve rumores de que Adalclever sairia da corrida ao governo para disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), em função da pouca competitividade do emedebista nas pesquisas de intenção de voto para o cargo. Nos últimos levantamentos, o presidente da ALMG não ultrapassou os 3% das intenções.

Com o prazo determinado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) para que um candidato majoritário abrisse mão da disputa para concorrer à Assembleia ou à Câmara dos Deputados expirou na última segunda-feira (17), Adalclever segue na disputa pelo governo de Minas.

Em visita ao Mercado Central, nesta terça-feira, que contou com a presença do candidato do MDB à Presidência da República, Henrique Meirelles, o presidente da ALMG comentou sobre as recentes especulações.

“Nunca cogitei desistir, sempre vou até o final. Essa palavra (desistir) não existe para mim, eu vou até o último dia da campanha. Fui corajoso para ser candidato e tenho a mesma coragem para ir até o final, enfrentar os desafios”, afirmou.

Dissidência

Em meio aos rumores sobre a manutenção da candidatura de Lopes, o vice-governador Antonio Andrade e cerca de 50 prefeitos do MDB em Minas declararam apoio a Antonio Anastasia.  Andrade, inclusive, chegou a afirmar que a candidatura de Adalclever é ilegítima.

Sobre a polêmica, Adalclever minimizou a atitude dos prefeitos emedebistas e atacou o vice-governador.

“Foi um ato isolado do vice-governador, que sempre esteve a serviço do PSDB. A palavra fidelidade não existe no vocabulário dele. Não são muitos (prefeitos que apoiam Anastasia), o MDB é o maior partido de Minas, e você tem algumas pessoas que podem até não votar conosco. No MDB hoje, os 14 deputados estaduais estão comigo, e os deputados federais em sua maioria”.  

A reportagem tentou contato com o vice-governador Antonio Andrade para comentar as declarções de Adalclever Lopes, mas ainda não conseguiu um retorno.