O presidente da Assembleia Legislativa, Adalclever Lopes (MDB), fez o primeiro pronunciamento como candidato ao governo de Minas, nesta quinta-feira (23), com um discurso ancorado na proposta de terceira via à polarização entre PT e PSDB.

“Nós vamos começar nossa marcha e lutar juntos com todos os partidos que vão dar a Minas uma terceira via, uma nova opção que não esteja polarizada entre PT e PSDB. Eu acho que vou representar muito bem esse papel.”, disse Adalclever.

Apesar de tentar emplacar o discurso de terceira via, Adalclever foi da sustentação de base do governador Fernando Pimentel (PT), antes de romper com o petista, neste ano, após autorizar o processo de impeachment do governador na ALMG. Ao ser questionado se o discurso de terceira via não seria incoerente, justamente por causa do apoio a Pimentel neste mandato, Adalclever desconversou.

“Nós demos sustentabilidade ao governo. Inclusive, durante todo esse tempo, eu como presidente da Assembleia e todos os partidos que compunham aqui a base de sustentação, que foram 53 deputados, demos sustentação e estabilidade para Minas Gerais”, disse o emedebista. Além disso, o presidente da Assembleia também negou que haja dissidência no MDB contrária a sua candidatura. “Eu recebi aqui apoio dos 14 (deputados estaduais), de todos os federais também”, justificou.

O anúncio do restante da chapa encabeçada por Adalclever, com indicação de vice e postulante ao Senado, será feito apenas na próxima segunda-feira (27). Nos bastidores, parlamentares da coligação manifestaram o interesse em ter uma vice mulher. Durante a reunião que selou as definições nesta quarta-feira (22), o nome de Laura Medioli, primeira-dama de Betim, chegou a ser cotado — apesar disso, ela já teria declinado das sondagens.

Além disso, Adalclever anunciou que irá herdar o Plano de Governo elaborado para a candidatura de Marcio Lacerda (PSB), contando com o pessebista para organizar a campanha e até mesmo compor o governo, em caso de vitória da chapa no pleito de outubro. “Eu espero herdar não só o plano de governo dele (de Marcio), como conto com ele e com a experiência dele. Foi um grande prefeito de Belo Horizonte. Com certeza quero a participação dele 100% na campanha”, completou o presidente da ALMG.

Leia também:
Adalclever vai substituir Marcio Lacerda na disputa pelo governo de Minas