A Aeronáutica, em nova regulamentação sobre uso de drones, proibiu o voo sobre áreas povoadas e aglomerados de pessoas. A autorização da operação dependerá de uma série de requisitos de segurança que serão avaliados caso a caso pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea). Já os voos no interior de prédios e construções como ginásios, estádios e arenas ao ar livre devem ser autorizados pelos proprietários e são de sua total responsabilidade. As regras começaram a valer no início de dezembro do ano passado.

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) ainda vai regulamentar, até a Olimpíada, quem estará apto a operar e como será feito registro dos drones.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.