Os aeroviários podem entrar em greve durante o carnaval por causa da falta de consenso sobre o reajuste salarial da categoria. Os profissionais (que atuam na venda de passagem, check in, setor de carga e manutenção, entre outros) começam nesta sexta-feira (29) as assembleias para definir quando começa a paralisação. Uma definição deve sair já na próxima segunda-feira (1º).

De acordo com o Sindicato dos Aeroviários de Minas Gerais, o movimento é nacional e pode parar os aeroportos de todo o país. “Os profissionais estão mobilizados e a decisão será tomada no início da próxima semana. Os valores oferecidos pelos patrões não representam sequer a perda com a inflação”, afirma o diretor do sindicato, Valter de Assis Aguiar.

Segundo a entidade, a oferta das empresas é de reajuste de 5,5% de aumento em fevereiro e 5,5% em junho para quem ganha até R$ 1,5 mil. Quem recebe entre R$ 1,5 mil e R$ 10 mil receberia reajuste de 6% em novembro. Os valores também não seriam retroativos à data base da categoria, que é no dia 1º de dezembro.

“Cerca de 90% da categoria ganha acima de R$ 1,5 mil, logo receberia um aumento que estaria até mesmo abaixo da inflação. Já sabemos que os profissionais não vão aceitar essa proposta e os patrões não irão oferecer outra, por isso não temos outra alternativa a não ser a greve”, alega Aguiar.