Os aeronautas e os aeroviários acataram em assembleias realizadas nesta terça-feira (27) pelo país a proposta salarial apresentada pelo Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (SNEA) - representante das empresas Avianca, Azul, Gol e TAM - de reajuste de 7% para salários até R$ 10 mil. O acordo foi mediado na semana passada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Do lado dos aeronautas, representados pela Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil (Fentac/CUT), a assinatura da convenção coletiva de trabalho ocorrerá quinta-feira (28), na sede da entidade patronal, em São Paulo. Já os aeroviários, representados pelo Sindicato Nacional dos Aeroviários (SNA), também firmarão o acerto na quinta-feira (29), mas a assinatura será em Brasília.

No dia 23, em audiência de conciliação, os sindicatos e as empresas aéreas chegaram a um acordo sobre o reajuste salarial de 2015, que foi submetido hoje à aprovação dos trabalhadores. Além dos 7% de reajustes para salários até R$ 10 mil, o acordo prevê um aumento de 8,5% no vale-alimentação e vale-refeição, cujo teto salarial para ter acesso ao benefício passou de R$ 3,4 mil para R$ 4 mil. A audiência de conciliação ocorreu no dia seguinte a uma paralisação de uma hora feita pelos aeronautas e aeroviários em diversos aeroportos do país.