A Airbus anunciou sexta-feira (1º) que está tomando medidas legais, após notícias de que a empresa foi alvo de investigações das agências de inteligência alemã e norte-americana. A companhia, que fabrica aeronaves civis e militares e é uma forte rival da norte-americana Boeing, afirmou que vai apresentar uma queixa-crime a promotores alemães contra "desconhecidos". Esse é um procedimento comum na Alemanha, que exige que as autoridades investiguem o caso.

"Estamos conscientes de que, como player importante nesse setor, somos um alvo de atividades de inteligência", disse a empresa em comunicado. "Neste caso particular, parece haver uma suspeita razoável de alegada espionagem industrial. Estamos alarmados por isso e, portanto, pedimos ao governo alemão para obter informações e estamos em diálogo com eles."

O governo alemão se comprometeu a cooperar com as investigações que analisam a suspeita de que a agência de inteligência externa do país ultrapassou fronteiras ajudando a Agência de Segurança Nacional dos EUA a espionar autoridades europeias e empresas.
Fonte: Associated Press