O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), usou as redes sociais para criticar algumas decisões do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e de membros da família dele. No Twitter, Kalil citou o contingenciamento de verbas de educação proposto pelo governo federal e também a declaração do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que disse que a posse de armas nucleares “garante a paz”.

"Calma, gente! Bomba atômica? Tirar dinheiro da educação? P*** que p****, esse pessoal perdeu a noção", publicou o prefeito da capital mineira no Twitter. "Enquanto isso, os municípios tentam cuidar da fila do SUS…", lamentou.

A publicação foi feita na noite de quarta-feira (15), dia em que o Brasil se mobilizou para reclamar do corte de verba para as universidades públicas. Em Belo Horizonte, a estimativa é que o ato tenha reunido aproximadamente 250 mil pessoas.

Além de capital mineira, as manifestações ocorreram em todas as capitais do país, no Distrito Federal e em outras cidades.