Alimentos e habitação puxam a inflação em janeiro, segundo dados do IBGE

Maria Amélia Ávila
mvarginha@hojeemdia.com.br
27/01/2021 às 16:34.
Atualizado em 05/12/2021 às 04:01
 (Altino Aquino)

(Altino Aquino)

A dona de casa já sentiu a diferença na hora de fazer as compras no supermercado e no sacolão. As frutas subiram 5,68%, as carnes registraram aumento de 1,18%, o arroz está 2% mais caro e a batata-inglesa, 12,34%. O grupo alimentação e bebidas está pressionando a inflação, segundo o IPCA-15, divulgado pelo IBGE nessa terça-feira (26).

Mas o aumento de preço não para por aí. O grupo habitação foi o segundo de maior impacto, com aumento do botijão de gás em 2,42%, pelo oitavo mês consecutivo; a energia elétrica e o reajuste dos aluguéis.

O economista e CEO da Belo Investment Research, Rafael Foscarini, conversa com a repórter Maria Amélia Ávila sobre a previsão da inflação para 2021, nesta quarta-feira (27), às 17h30. A live será transmitida pelo Instagram do Hoje em Dia.    

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por