"Indo para a África. Tomara que eu não pegue Aids. Brincadeira, sou branca!". A frase escrita no Twitter pela americana Justine Sacco, diretora de comunicação da IAC — empresa que controla serviços e sites como Vimeo, Tinder, CollegeHumor e Dictionary.com, gerou polêmica nos EUA. Além da repercussão negativa na televisão e na internet - o post foi replicado mais de três mil vezes, Sacco, que estava estava saindo de viagem, pode perder o emprego.

A empresa que a contratou divulgou uma nota declarando que o comentário foi escandaloso e ofensivo. "Os dizeres não refletem a visão e os valores da IAC. Infelizmente, a funcionária em questão está inacessível em um voo internacional, mas essa é uma questão muito grave e vamos tomar as medidas apropriadas", afirmou um porta-voz da empresa ao "Internacional Business Times".

O assunto virou um dos temas mais comentados no Twitter no dia. Para a surpresa dos internautas, no histórico de Sacco, há outras mensagens no mesmo estilo. "Eu gosto de animais, mas quando está frio eu recorro aos pelos", diz uma, direcionada à PETA, organização que luta pelos direitos dos animais. Procurada pela reportagem do
"The Mail Online", a americana não foi encontrada para comentar o assunto. Segundo a organização Do Something, a estimativa é que 23,8 milhões de africanos tenham Aids, sendo  que cerca de 69% dos portadores do vírus HIV vivem na África subsariana.