A Agência Nacional de Petróleo informou nesta quarta-feira (30) que não encontrou gasolina adulterada nos postos fiscalizados, durante ação conjunta entre a ANP e o Procon do Ministério Público Estadual, iniciada na última segunda-feira (28). "A qualidade do produto está normal em Minas Gerais", atestou o especialista em Regulação da ANP, Ricardo Soares. 

A expectativa da ANP é que o abastecimento nos postos da capital esteja normalizado até sábado (2).

Já o Procon do Ministério Público participa da ação para coibir a cobrança de preços abusivos. A operação segue nos próximos dias.

Galões

A ANP informou ainda que a venda de combustíveis em galões de plásticos não será liberada para evitar tumultos e brigas nos postos. "A proibição foi uma recomendação da Polícia Militar, tendo em vista a segurança das pessoas. O produto é inflamável e pode causar acidentes envolvendo consumidores e até mesmo frentistas e até mesmo ocorrências policiais, como assaltos", enfatizou o chefe da Agência no Estado, Adriano Sverberi de Abreu. 

Leia mais:
Jungmann anuncia MP que vai garantir reforços para Polícia Rodoviária
Polícia instala delegacia móvel na Praça da Liberdade para receber denúncias de preços abusivos