A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta quarta-feira, (30), o registro de um medicamento com potencial para facilitar de forma expressiva o tratamento da malária e evitar recaídas. Batizada de tafenoquina, a droga é a primeira aprovada nos últimos 60 anos para a principal forma da doença, provocada pelo Plasmodium vivax. O maior avanço, de acordo com pesquisadores, está relacionado à forma de uso. Ele reduz a duração do tratamento de sete para um dia. 


Leia mais:
Medicamento para tratar AME começa a ser distribuído em novembro
Anvisa aprova nova droga para tratamento contra malária