Preso na última quinta-feira (17), o ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, teve a cabeça raspada ao chegar ao presídio Bangu Oito, no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na zona oeste do Rio. 

Cabral também trocou a camisa social que vestia quando foi detido, em sua casa no Leblon, pelo uniforme penitenciário. 

Cabral divide cela com outros cinco presos. 

A unidade em que está preso é reservada para detentos com ensino superior. Cabral é jornalista. 

Nesta sexta-feira (18), ele tomou um café da manhã de pão com manteiga. 

No almoço e no jantar, o cardápio é composto por: arroz ou macarrão, feijão, farinha, carne branca ou vermelha (carne, peixe, frango), legumes, salada, sobremesa e refresco. Já o lanche é um guaraná e pão com manteiga ou bolo. 

Cabral é suspeito de chefiar um grupo que desviou mais de R$ 200 milhões em obras do governo estadual.

Estadão Conteúdo:

Braço direito de Palocci deu modelo de 'contrato de fachada' a Cabral, diz juiz
Calicute aponta 'crescimento vertiginoso' de escritório da esposa de Cabral
'Não confundam prisões de Cabral e Cunha com a de Garotinho, diz Rosinha