Três crianças e duas mulheres morreram com golpes de facão após um jovem de 18 anos invadir um escola infantil em Saudades, no Oeste de Santa Catarina, na manhã desta terça-feira (4). De acordo com a Polícia Civil de Chapecó, o suspeito foi preso.

O rapaz invadiu a Escola Infantil Pró-Infância Aquarela e atacou uma professora logo na entrada da unidade. Ela correu em direção à sala onde estavam quatro crianças, todas menores de 2 anos. Ele a seguiu, atacou quem estava no local e fugiu. Além deles, o suspeito também atacou uma agente de saúde que fazia um trabalho na instituição. 

Segundo a Polícia Militar, após cometer os crimes, o rapaz tentou suicídio e foi levado a um hospital da cidade de Pinhalzinho. Conforme o subcomandante do batalhão da PM em Chapecó, major Rafael Antônio da Silva, o criminoso foi contido por populares até a chegada dos primeiros policiais e bombeiros.

“Infelizmente, ao chegarem, os bombeiros se depararam com pessoas já mortas, não podendo nem mais conduzi-las ao hospital”. O agressor, por sua vez, cortou o próprio pescoço com o facão que usou para atacar a suas vítimas e foi socorrido em estado grave.

De acordo com o subcomandante, ainda não se sabe o motivo do crime. As primeiras informações dão conta de que o rapaz não tem nenhum vínculo com a creche, onde estudam crianças de 6 meses a 2 anos.

A governadora em exercício de Santa Catarina, Daniela Reinehr, decretou luto de três dias no Estado. "Decreto luto após a tragédia em Saudades, onde morreram crianças e professoras de um centro de educação infantil. Manifesto profunda tristeza e presto minha solidariedade. Determinei que o Governo dê todo o amparo necessário às famílias".

* Com informações da Agência Brasil