Ao encerrar o primeiro trimestre com lucro líquido de R$ 76 milhões, a Usiminas anunciou nessa quinta (18) a previsão de investimento de R$ 1 bilhão neste ano, sendo 70% direcionado à siderurgia, de forma a dar sustentabilidade às operações para a perenidade da empresa. Os outros 30% vão ser aplicados em segurança e meio ambiente, além da reposição de ativos. Depois de três anos registrando aportes inferiores a R$ 500 milhões anuais, a estimativa para este ano reflete uma expectativa de melhoria do cenário econômico do país.

Um dos principais destaques no resultado consolidado no primeiro trimestre foi a elevação de 25% no volume total de vendas de minério de ferro, que registrou 1,9 milhão de toneladas. Nas vendas de aço, foram registradas cerca de 1 milhão de toneladas.

Em relação à dívida bruta, houve uma redução de 6,1% em relação à apurada ao final de 2018. Esse índice foi alcançado em função da amortização antecipada de R$ 367 milhões. No encerramento do primeiro trimestre do ano, a composição da dívida da Usiminas baixou para 3% no curto prazo e 97% no longo prazo.

Na avaliação do presidente da Usiminas, Sergio Leite, os resultados refletem a conjuntura econômica do país, que, apesar da recuperação gradual da economia, apresenta um ritmo aquém do esperado para o início deste ano.

“Para enfrentar esse cenário externo adverso, continuamos investindo em disciplina operacional, redução de custos, aumento de receita, bem como na melhoria contínua do nosso atendimento aos clientes”, disse.