Em carta aberta divulgada na sexta-feira (1º)  pelo Greenpeace, a ativista brasileira Ana Paula Maciel agradece o apoio do povo e do governo brasileiro durante o último mês. Ana Paula está presa na Rússia após um protesto contra a exploração de petróleo no Ártico.

Na mensagem, a ativista também pede que todos evitem comprar produtos derivados de petróleo. "Existem tantas mil pequenas ações que podem ser feitas todos os dias para salvar o Ártico, a Amazônia, os recifes de corais e todo o resto. Basta escolher bem o que comprar", escreveu a ativista. Ela e outras 29 pessoas foram acusadas de vandalismo e estão presas na Rússia.