Empresas que trabalham nas áreas de turismo, eventos e gastronomia em Minas Gerais podem contar com empréstimos com juros mais acessíveis. O Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) abriu uma nova linha de crédito para capital de giro para empresas que estão ligadas ao turismo de alguma forma, como hotéis, pousadas, bares, restaurantes, organizadoras de eventos culturais, entre outros.

O limite de crédito do Fungetur Giro é de R$ 480 mil, com pagamento em até 48 parcelas, com seis meses de carência. Para ter acesso aos recursos, a empresa precisa ter faturamento anual de até R$ 4,8 milhões, estar em operação há pelo menos seis meses e ser inscrita no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur) – que pode ser feito gratuitamente pelo próprio empresário na página do Ministério do Turismo. As taxas são menores que 1% ao mês, de acordo com o BDMG.

Ao todo, Minas Gerais possui mais de 60 mil estabelecimentos ligados às atividades turísticas, segundo a Secretaria de Estado de Turismo (Setur). O setor gera 975 mil postos de trabalho em território mineiro.