O belo-horizontino tem pago mais caro pelo litro da gasolina. Em comparação realizada entre os dias 19 de abril e 3 de maio, constatou-se que o preço médio subiu 2,44% ou R$ 0,11 por  litro, de R$ 4,632  para R$ 4,745, segundo o site de pesquisa de preços  Mercado Mineiro. O combustível pode ser encontrado por até R$ 5,199 em alguns postos da capital. O menor preço é de R$ 4,548, variação de 14,31%.

De acordo com a pesquisa, o combustível mais caro é comprado nas regiões Sul e Oeste de BH. Nessas áreas, o valor médio da gasolina é de R$ 4,78. Em contrapartida, os motoristas que abastecem na região Leste pagam mais barato pelo combustível, média de R$ 4,65.

Confira abaixo o ranking por região:

Região

Preço médio 

Barreiro

R$ 4,754

Centro-Sul

R$ 4,788

Leste

R$ 4,659

Nordeste

R$ 4,709

Noroeste

R$ 4,687

Norte

R$ 4,765

Oeste

R$ 4,780

Pampulha

R$ 4,795

Venda Nova

R$ 4,773

Betim

R$ 4,748

Contagem

R$ 4,699


A pesquisa com o preço da gasolina foi realizada entre os dias 30 de abril e 3 de maio. No período foram consultados 130 postos. Além de BH, o Mercado Mineiro também apurou o preço da gasolina em Betim e Contagem, que apresentam valores médios de R$ 4,74 e R$ 4,69, respectivamente.

Etanol em conta

Na capital, o preço do etanol mostrou variação de 23%. Ele pode ser encontrado por R$ 2,999 a até R$ 3.699. Conforme o Mercado Mineiro, o combustível é achado mais barato na região Nordeste, onde é vendido por cerca de R$3,205. Já o maior preço médio do combustível é encontrado na região Norte, a R$3,365.

"O Etanol é viável para o bolso do consumidor quando comparamos os preços médios. Hoje o valor médio do litro de Etanol corresponde a 69,5% do valor médio da gasolina comum", destacou o instituto de pesquisa.

Já o preço médio do diesel S-10 subiu 2,31% pelo litro. Ele custa, em média, R$ 3,809. O combustível pode ser encontrado de R$ 3,647 e a R$ 4,099, uma diferença de 12,39%.