Bloco caribenho condena 'linguagem repulsiva' de Trump

Agência France Presse
primeiroplano@hojeemdia.com.br
13/01/2018 às 18:08.
Atualizado em 03/11/2021 às 00:45
 (BRENDAN SMIALOWSKI / AFP)

(BRENDAN SMIALOWSKI / AFP)

As 15 nações da Comunidade do Caribe (Caricom) condenaram, neste sábado, o uso de uma "linguagem repulsiva" pelo presidente americano, Donald Trump, para descrever o Haiti e países africanos. 

A Caricom "ficou profundamente abalada por relatos acerca do uso de linguagem repulsiva e depreciativa pelo presidente dos Estados Unidos em respeito ao nosso Estado-membro Haiti e a outros países em desenvolvimento", manifestou o bloco, sediado na Guiana, em nota.

"A Caricom condena, nos termos mais fortes, as opiniões ignorantes que teriam sido expressadas". 

Num encontro na Casa Branca com Trump na terça-feira, legisladores levaram a questão de proteção a imigrantes de países africanos, do Haiti e de El Salvador.  

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por