Não se pode negar que movimento do downsizing teve grandes benefícios para a indústria do automóvel e também para o meio ambiente. Afinal, se não fosse por força das rigorosas leis ambientais europeias, chinesas e japonesas, hoje certamente não teríamos motores compactos com potências de motores gigantescos de outrora. Mas sejamos justos, um motorzão tem o seu lugar, e a BMW sabe disso. 

Tanto que lançou uma edição especial "First Edition" do M340i, com exatas 340 unidades. Vinte delas virão para o Brasil, mas todas foram vendidas antes mesmo de o carro desembarcar no país.

O M340i é equipado com o clássico bloco seis cilindros em linha 3.0 que, vem evoluindo ao longo de quase 50 anos. Por via de regra, essa unidade geralmente é montada em posição longitudinal e conectada ao um eixo cardã que transfere o torque para as rodas traseiras é a mais pura essência da BMW. No entanto, no M340i ele chega com tração integral, que garante melhor dirigibilidade.

Mas o maior controle direcional não faz desse BWM um carro sem graça. Ele é equipado com controle dinâmico de condução, que oferece, além do modo personalizável e econômico, as opções Sport e a endiabrada Sport Plus, que praticamente fecha os olhos para os assistentes eletrônicos. 

Seis canecos

Desde que a atual geração do Série 3 chegou ao Brasil, ele só foi oferecido com bloco quatro cilindros turbo 2.0, com potências entre 184 cv e 258 cv, além da versão 330e com seu conjunto híbrido de 292 cv. Mas agora o seis canecos está de volta com incríveis 387 cv e 50 mkgf que garantem aceleração de 0 a 100 km/h em 4,4 segundos e máxima de 250 km/h, limitada eletronicamente. Tudo isso gerenciado por uma caixa de oito marchas.

Arriado, ele utilizado rodas aro 19 e tem suspensão M Sport, com ajuste eletrônico de carga e apenas 13 cm de altura livre do solo. Ou seja, é um corredor nato. Ele recebeu para-choques mais agressivos, com bordas mais pronunciadas e vincos mais acentuados. Na traseira, além da logo (que identifica a versão), o sedã também recebeu ponteiras mais generosas.

Eletrônica

Por dentro, ele é recheado com acabamento esportivo, equipamentos como projetor de informações no para-brisas, assim como  o BMW Live Cockpit, sistema que inclui quadro de instrumentos de 12,3 polegadas e uma tela central sensível ao toque de 10,2 polegadas com assistente de voz e compatibilidade sem fio Apple CarPlay.

Ele ainda conta com assistente de direção Driving Assistant Professional, que oferece funções de condução semi-autônoma, controle de cruzeiro adaptativo (ACC), alerta de mudança de faixa, alerta de tráfego em cruzamento dianteiro e traseiro; assistente de mudança de faixa com sistema ativo de proteção lateral e alerta de evasão. E fecha o pacote do assistente de estacionamento, que faz a baliza do sedã de forma automática.

Sem preço

Em seu anúncio a marca não divulgou o preço. E nem precisava, pois todas as unidades já tinha sido vendidas. No entanto, há uma razão: para contemplar esse seleto grupo de clientes a marca afirma que praticou uma cotação antiga do euro. Cotação que fatalmente não poderá ser aplicada no futuro, devido à acelerada desvalorização do real. Quem comprou, comprou!

Mas não fique triste, afinal o 330i M Sport está em catálogo e não deixa a desejar. Confira o teste: