O BMW Série 5 já protagonizou cenas de ação em incontáveis filmes. Na grande maioria das suas aparições, o sedã alemão era o carro do vilão. “Senhor e Senhora Smith”, “Matrix Reloaded” e “Ronin” são algumas produções que tiveram o sedã alemão como a viatura do bandido. 

Coincidência ou não, fato é que o modelo tem cara de malvado e o M5 CS chega para não me deixar mentir. Na verdade, esse carro, numa analogia ficcional, ele seria o chefe final. O Big Boss. E o amigo vai entender o porquê.

Com tiragem limitada, trata-se do BMW mais potente e rápido da história. Esqueça o M8, M1 ou qualquer outro modelo que possa vir à sua mente. A Divisão M voltou com o conhecido V8 biturbo 4.4 para sua oficina e ajustou sistema de injeção, resfriamento e até as bombas de óleo para extrair 635 cv. São somente 10 cv a menos que o M5 Competition, mas a cavalaria somada com a redução de peso, garantem um comportamento espetacular. 

Já o torque é generoso, São 76,4 mkgf despejados no asfalto sem a menor sutiliza. E apesar de toda a força estar disponível completamente entre 1.800 e 5.950 rpm, sua potência surge em rotação elevada, justamente para entregar o máximo de esportividade. Tanto que sua linha de corte foi fixada em 7.200 giros. Ou seja, esse carro berra com muita vontade.

O M5 CS, assim como o Competition, utiliza transmissão M Steptronic de oito marchas e sistema de tração integral M xDrive. Mas a cereja do bolo é que o motorista pode habilitar tração apenas para as rodas traseiras. 

E o melhor: ele conta com sistema de ajuste tipo de piso com modos: Road, Sport e Track. Este último desabilita todos os assistentes de condução. Ele também desliga o sistema de áudio e a tela do multimídia.

Segundo a BMW, esse modo, como o nome sugere, é para uso em pista fechada. Ou seja, é para soltar todo o vigor do carro. Assim, tudo que possa tirar atenção do motorista é desativado. 

Definitivamente, trata-se de uma medida prudente. Afinal, estamos falando de um sedã que acelera de 0 a 100 em 3,0 segundos e atinge máxima de 305 km/h. Detalhe, o M5 CS, apesar de ter seu peso aliviado em relação ao M5 “padrão”, ainda assim é um carro imenso com mais de 1,8 tonelada.

Visual

O M5 é um carro que chama atenção por seu visual mafioso. O CS vai além com seu teto em material composto, novos para-choques e belíssimas rodas em tonalidade dourada aro 20 calçados por um jogo de Pirelli P Zero Corsa com medidas 275/35 R20 na frente e 285/35 R20 na traseira. 

Os freios de cerâmica de carbono e as imensas pinças vermelhas com seis pistões completam o visual. Estilo que bota medo, sem ser exagerado. Por dentro, o destaque fica por conta dos quatro bancos do tipo concha. Até mesmo quem viaja atrás vai devidamente encaixado para não sacolejar quando o M5 CS estiver devorando curvas.</CW>

Fala que não é malvado? Não é de graça que Série 5 sempre foi o carro do bandido nos filmes e às vezes dos mocinhos, como o espião Ethan Hunt, de “Missão Impossível”!