Os dois homens acusados de matar após tentativa de assalto a assistente administrativa Daniela Nogueira de Oliveira, de 25 anos, que estava grávida de nove meses, em 9 de janeiro, foram presos na noite deste sábado, 20, por policiais militares da Rota.

Bruno dos Santos, de 20 anos, e Allan dos Santos, de 19 anos, foram capturados graças a informações de uma denúncia anônima. Daniela foi morta quando chegava em casa, no Condomínio Horto do Ypê, na zona sul de São Paulo.

Ela levou um tiro na cabeça ao estacionar seu carro na rua. Os criminosos fugiram sem levar nada. Daniela foi socorrida e levada para o Hospital do Campo Limpo, onde os médicos fizeram uma cirurgia e conseguiram salvar o bebê.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.