Em Campo Grande, no Mato Grosso, um bebê foi dado como morto e após cinco horas do nascimento, ele se mexeu no momento da necropsia. O acontecimento foi no no Hospital Universitário de Campo Grande.

Segundo a família, durante a  gestação a mãe da criança, Michele dos Santos, de 17 anos, descobriu durante o ultrassom que o bebê teria problemas de saúde e  que o parto deveria ser antecipado. O bebê nasceu aos seis meses. Após as cinco horas, os médicos informaram que a criança havia falecido.

A família já se preparava para o velório quando recebeu a notícia de que o bebê estava vivo.

A mãe decidiu batizar o bebê de Kauã Lázaro, relembrando o personagem bíblico que foi ressuscitado. O hospital ainda não falou sobre o caso.