Os membros em atividade das forças de segurança do Estado de São Paulo – polícias Civil, Militar, Técnico-Científica, Federal e Rodovi[aria Federal, Corpo de Bombeiros, Guarda Civil Metropolitana e agentes penitenciários – começaram a receber nesta segunda-feira (5) a primeira dose da vacina contra a Covid-19.

A aplicação ocorreu na sede da Academia de Polícia Militar do Barro Branco, na zona Norte da capital. De acordo com o governo estadual, até o próximo dia 15 todos os 180 mil profissionais da área já terão recebido a primeira dose do imunizante CoronaVac, produzido pelo Instituto Butantan.
 

vacina

Todos os 180 mil profissionais das forças de segurança do estado já terão recebido a primeira dose da vacina

“Eles são a linha de frente, são aqueles que estão em contato com o público, e queria destacar todos esses profissionais e agradecer pelo esforço, pela dedicação, pelo desprendimento que têm feito neste período de pandemia”, destacou o governador João Doria.

A estrutura montada pela governo paulista para imunizar os agentes conta com 82 pontos de vacinação distribuídos na capital, na Grande São Paulo, Baixada Santista e nas regiões de São José dos Campos, Campinas, Ribeirão Preto, Bauru, São José do Rio Preto, Sorocaba, Presidente Prudente, Piracicaba e Araçatuba.

No último dia 24, o governo do Estado informou que professores e os membros das forças de segurança passariam a fazer parte do atual público-alvo de imunização em São Paulo. A partir de 12 de abril começará a vacinação de 350 mil profissionais da área da educação com idade acima de 47 anos, que atuam em instituições desde creche ao Ensino Médio.


Leia mais:
Conselho de Medicina cria posto para vacinar médicos do Rio
Idosos com 66 anos serão vacinados contra a Covid-19 a partir desta terça-feira em BH