O ex-deputado federal Simão Sessim, 85, morreu na madrugada desta segunda-feira (16), no Rio de Janeiro (RJ). Ele estava internado há dois meses na UTI do Hospital Pró-Cardíaco. Em nota, o hospital informou que o político, advogado e professor faleceu em decorrência de complicações da Covid-19, durante um tratamento oncológico. Segundo o Pró-Cardíaco, “a instituição se solidariza com os familiares do político e informa que o sepultamento será nesta tarde, no cemitério de Ricardo de Albuquerque, na capela da família”.

O ex-parlamentar deixa cinco netos e dois filhos, o médico Marcelo Sampaio Sessim e o ex-prefeito de Nilópolis entre 2009 e 2021, Sérgio Sampaio Sessim, que informou a morte do pai no seu perfil do Facebook.

Simão

Ele estava internado há dois meses na UTI do Hospital Pró-Cardíaco

Eleito em dez mandatos consecutivos para a Câmara dos Deputados, o último completado no início de 2019, era filiado ao Partido Progressistas (PP), e atualmente ocupava a chefia da representação do governo do estado do Rio de Janeiro, em Brasília. Sessim foi prefeito de Nilópolis, na Baixada Fluminense, entre 1973 e 1977.

O prefeito de Nilópolis, Abraãozinho David, decretou luto oficial de três dias na cidade após a morte do ex-deputado federal.

Leia mais:

BH recebe mais 63 mil doses nesta segunda e aguarda orientação do Estado para anunciar novos grupos
Pós-Covid: boa alimentação é um dos principais aliados para quem ficou com sequelas da doença