Moradores de 50 a 54 anos com comorbidades ou com deficiências serão vacinados em São Paulo a partir da próxima sexta-feira (14). O governo estadual estima que essa etapa da imunização possa alcançar até 865 mil pessoas. Para receber a primeira dose da vacina, é preciso comprovar que tem uma das comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde, com exames, receitas ou relatórios de prescrição médica.

 

Vacinação

No caso das pessoas com deficiência, é preciso apresentar o o comprovante do Benefício de Prestação Continuada de Assistência Social

No caso das pessoas com deficiência, é preciso apresentar o o comprovante do Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC).

Resultados da imunização

O Estado de São Paulo já imunizou completamente, com as duas doses de vacina contra o coronavírus, 4,7 milhões de pessoas, mais de 10% da população. No total, foram aplicadas 13,1 milhões de doses.

Porém, 400,9 mil pessoas que já deveriam estar totalmente imunizadas não retornaram aos postos para a segunda aplicação. Dessas, 101,7 mil receberam a vacina AstraZeneca, que demanda a aplicação da segunda dose três meses após a primeira, e 299,5 mil tomaram a CoronaVac, que prevê o recebimento da segunda dose até 28 dias depois da inicial.

Leia mais:
Covid-19: mortes seguem caindo lentamente, mas casos voltam a subir
Com estabilização dos casos de Covid-19, SP flexibiliza quarenta