A reputação do ex-juiz Sérgio Moro junto aos brasileiros, segundo um levantamento do Instituto Paraná Pesquisas, divulgado nesta segunda-feira (2), não ficou abalada com sua permanência à frente do Ministério da Justiça. Em uma amostra de 2.286 brasileiros, 51,9% respondeu que a imagem pública do atual ministro da Justiça não está sendo prejudicada por sua permanência no cargo, enquanto 39,8% acredita que está. 

Instituto ParanáClique para ampliar 

Quando questionados se o ex-juiz deveria deixar o cargo, 58,8% dos entrevistados respondeu que não, enquanto 34,3% acredita que sim, sendo que a maioria das pessoas que considera que Moro deve permanecer ministro é do sexo masculino (61%), tem de 25 a 34 anos (64,1%) e reside na região Sul do país (61,9%). 

ParanaClique para ampliar

A possibilidade de o ministro se candidatar à presidência em 2022 também foi abordada na pesquisa mas, neste caso, a maioria dos entrevistados acredita que Moro não deveria concorrer ao pleito. 52% dos entrevistados respondeu que o ex-juiz não deveria se candidatar à presidência em 2022 e 39,6% respondeu que deveria concorrer. 

Paraná3Clique para ampliar 

Para a realização da pesquisa, foram entrevistadas, por telefone, pessoas a partir de 16 anos de idade, em 174 municípios de 26 Estados brasileiros e Distrito Federal, entre os dias 28 e 31 de agosto.

Leia mais:

Dois dos 4 suspeitos de hackear autoridades não precisam ficar presos, diz PF
Decisão do STF pode anular condenações da Lava Jato, diz força-tarefa
Defesa de Lula faz novo pedido de liberdade ao Supremo