Em 2005, a Bugatti chocou o mundo ao levar o supercarro Veyron a 407 km/h. Foi um feito que colocou a marca francesa no olimpo da indústria automotiva. De lá para cá ela vem buscando andar ainda mais rápido. E por muito pouco não chegou aos 500 km/h.

Recentemente ela cravou o recorde de 490,484 km/h, ou 304,773 mph com o Chiron Super Sport. Foi o primeiro automóvel de produção a superar a marca dos 480 km/h. E para marcar o feito, ela acaba de lançar a edição Super Sport 300+, com apenas 30 unidades, ao preço de 3,5 milhões de euros (R$ 21,6 milhões).

Enquanto o Chiron “básico” acelera a até 420 km/h, essa edição passou por modificações para elevar sua performance. São ajustes que demandam um olhar clínico, mas que ganhos expressivos de performance.

Na parte frontal, os para-choques receberam novos coletores e aletas para direcionar o fluxo de ar. O para-lamas dianteiro foi levemente alargado e recebeu saídas de ar para reduzir a pressão sobre as rodas e também reduzir o arrasto. 

Aerodinâmica

No entanto, as principais mudanças estão depois das portas. O Chiron Super Sport 300+ teve seu balanço alongado. Ou seja, a traseira ficou mais espichada para ampliar o efeito solo. O escapamento centralizado deu lugar a quatro saídas afastadas. A razão disso era reduzir a restrição dos gases, diminuindo o caminho até a ponta do escape e otimizar os extratores inferiores. 

Por falar neles, o bólido ainda recebeu novos difusores de ar ainda mais largos para garantir que a traseira fique grudada no chão. Todas essas mudanças permitem que o carro atinja velocidade máxima sem a necessidade de elevar a asa. Esta que basicamente assume uma função de freio aerodinâmico, para auxiliar os discos.

Motor

Se a aerodinâmica foi melhorada para dar condições ao Bugatti ir próximo dos 500 km/h, o motor também passou por ajustes. Segundo a marca, a unidade W16 tetraturbo (quatro turbinas para 16 cilindros) teve sua potência elevada para 1.622 cv, um ganho de 101 cavalos-vapor sobre a versão padrão do Chiron. É o que se precisa para ir de Belo Horizonte ao Rio de Janeiro em apenas uma hora. 

Assista também!