A Câmara Municipal de Belo Horizonte aprovou, nesta quinta-feira (7), em segundo turno, um empréstimo de US$ 85 milhões (equivalente a R$ 351 milhões), por parte da Prefeitura de Belo Horizonte, para obras de macrodrenagem dos Córregos Vilarinho, Nado e Isidoro. Foram 32 votos favoráveis, cinco contrários e nenhuma abstenção.

De acordo com argumento da administração municipal, as obras irão reduzir o risco de acidentes com vítimas nos períodos de chuva e potencializar o desenvolvimento econômico nas regiões Norte e Venda Nova.

Também foi aprovada a Emenda Aditiva 1, de autoria da bancada petista, que estabelece que as audiências a serem realizadas por conselho de políticas públicas, sobre o processo de licenciamento das intervenções, aconteçam na área de abrangência das mesmas. A intenção é que os moradores das regiões às margens dos córregos participem efetivamente da construção do projeto básico.

A matéria vai para redação final antes de ser encaminhada para análise do prefeito Alexandre Kalil (PHS).

Leia mais:
Prefeitura apresenta obras contra enchentes em nove pontos críticos de BH
Kalil garante que obras 'aparentemente invisíveis' estão sendo feitas para evitar inundações em BH
Temporal inunda a Tereza Cristina e avenida Vilarinho fica interditada; há ilhados em Contagem