Câmara Municipal aprova projeto que permite à Prefeitura contrair empréstimos de até R$ 800 milhões

Da redação
16/12/2017 às 15:19.
Atualizado em 03/11/2021 às 00:17
 (Abraão Bruck/divulgação)

(Abraão Bruck/divulgação)

A Câmara de Vereadores de Belo Horizonte aprovou, na tarde desta sexta-feira (15), projeto de lei que autoriza o prefeito Alexandre Kalil a pedir empréstimos a instuições financeiras. O limite é de R$ 800 millhões, recursos que poderão ser aplicados em até dez áreas de resultados estabelecidas no Plano Plurianual de Ação Governamental 2018 – 2021.

O governo não precisou como esse valor seria investido, o que preocupou vários vereadores. “Estamos entregando um cheque de R$ 800 milhões para o prefeito usar como quiser”, alertou o vereador Pedro Patrus (PT). Cida Falabella (Psol) lamentou a rejeição de todas as cinco emendas apresentadas ao texto, que buscavam delimitar e regular o uso dos recursos.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por