Um dia a menos de prova na segunda fase, a novidade do vestibular deste ano da Fuvest, agradou os candidatos que fizeram o segundo dia de provas do processo seletivo para a Universidade de São Paulo (USP). Os estudantes abordados pela reportagem só viram vantagens na redução de três para dois dias de provas nesta etapa do exame.

"Melhorou muito, pois está focando naquilo que interessa. Vou fazer Design e não vejo necessidade de ser testado em Biologia e Química, por exemplo", diz Guilherme Stecca, de 18 anos. "Ficou mais direcionado, a gente não perde o foco. Além disso, com três dias, o exame fica muito cansativo. Há um maior desgaste físico e psicológico", afirmou Taís Takeda, que pretende cursar Agronomia.

Enzo de Almeida, de 18 anos, que concorre a uma vaga em Economia, destacou a perda de rendimento do candidato quando o exame é muito longo. "No terceiro dia, você está acabado pelo cansaço. Acho que dois dias são suficientes. Pega a parte que é básica para o curso e alivia para o aluno." Dez candidatos ouvidos pela reportagem repetiram esses argumentos. Gabriela Damasio, de 17 anos, que pretende cursar Administração, disse que, em um período menor de provas, o controle da ansiedade e do nervosismo fica mais fácil.

Concorrendo a uma vaga em Economia, Luiz Antonio Oliveira Ferreira, de 17 anos, acrescentou que, com as questões específicas para cada carreira, o desempenho geral dos candidatos melhora.

"Pude deixar de lado Biologia e Química, que não caem, matérias em que talvez não tivesse um bom desempenho." Caroline Gomes, de 23 anos, que quer fazer Letras, acha que os candidatos a cursos com mais concorrência podem ser prejudicados.

"Para eles, acho que a disputa fica maior. No meu caso, não preciso me preocupar com Matemática e Química, por exemplo, que não são da minha área."

Sem atraso

O segundo dia de provas da Fuvest, com questões específicas de disciplinas da área escolhida pelo candidato, começou sem retardatários em Sorocaba. A maioria dos candidatos chegou com antecedência aos locais de exames. A segunda-feira ensolarada e com trânsito bom na cidade favoreceu o acesso dos candidatos.

Segundo a Fuvest, 32.178 candidatos disputam as 8.362 vagas nos cursos de graduação da USP. As provas são realizadas em 19 cidades paulistas.

A primeira chamada de aprovados será divulgada no dia 24 de janeiro. Outras quatro convocações serão liberadas entre os dias 1º e 22 de fevereiro. Há uma etapa virtual da matrícula, com uma data para cada chamada, e outra presencial, que nos dias 27 e 28 de fevereiro.

A USP ainda vai oferecer outras 2.785 vagas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que usa a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para preencher vagas na graduação. As inscrições serão entre os dias 22 e 25.


 

Leia mais:
Candidatos avaliam parte de Exatas como a mais difícil na Fuvest