Começam nesta segunda-feira (18) as inscrições para as vagas remanescentes do Programa Universidade para Todos (ProUni), da edição do segundo semestre. O candidato deve manifestar interesse pela internet, na página do ProUni (clique aqui). Esse procedimento é novo e as regras foram publicadas pelo Ministério da Educação na sexta-feira (15).

Podem participar os candidatos que se inscreveram, em todas as opções, em cursos cujas turmas não foram formadas, e os professores da rede pública que estiverem excercendo o magistério da educação básica.

Os prazos de inscrição variam conforme a situação do candidato. Vai até 7 de setembro para o estudante não matriculado no curso da instituição de educação superior em que deseja se inscrever para a bolsa remanescente ou, até o dia 1 ° de dezembro, para o aluno já matriculado.

A partir de quarta-feira (20), as inscrições serão abertas para os candidatos que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir da edição de 2010 e obtido, em uma mesma edição, no mínimo 450 pontos na média das notas das provas e nota na redação que não seja 0. Também nesse caso, o prazo vai até 7 de setembro para os que não têm matrícula e 1º de dezembro para os já matriculados.

O estudante inscrito deverá comparecer à instituição de ensino nos dois dias úteis seguintes ao da inscrição para comprovar as informações prestadas.
A instituição terá o dia útil seguinte ao final do prazo de comparecimento do candidato para registrar o resultado da comprovação das informações no Sistema Informatizado do ProUni (SisproUni).

Caso o estudante não compareça ou a instituição não registre o preenchimento da bolsa, a mesma voltará a ser oferecida pelo sistema. O ProUni concede bolsas de estudo integrais e parciais nas instituições privadas de ensino superior. As integrais são para os estudantes com renda bruta familiar, por pessoa, até um salário mínimo e meio.

As bolsas parciais são destinadas aos candidatos com renda bruta familiar até três salários mínimos por pessoa. O bolsista parcial poderá utilizar o Fundo de Financiamento Estudantil para custear o restante da mensalidade. No caso dos professores, é dispensada a comprovação de renda e a participação no Enem.

Esta edição do programa ofereceu 115.101 bolsas e teve 653.992 inscritos.