Casal será indiciado por homicídio de zelador em São Paulo

Agência Estado
15/07/2014 às 13:09.
Atualizado em 18/11/2021 às 03:23

A advogada Ieda Cristina Martins e o publicitário Eduardo Martins serão indiciados nesta terça-feira (15), pelo homicídio do zelador Jezi Lopes de Souza, morto no dia 30 de maio dentro do apartamento do casal, na rua Zanzibar, na Casa Verde, zona norte de São Paulo. Neste momento, Ieda e o Eduardo estão fazendo uma acareação no 13° Distrito Policial (Casa Verde). O casal está em prisão temporária.

Na tarde desta segunda-feira (14), a Polícia Civil recebeu laudos que confirmam que o sangue encontrado dentro do apartamento era do zelador. O publicitário confessou ter assassinado e esquartejado Souza. O corpo da vítima foi colocado em uma mala e levado para o litoral.

Porém, o mesmo laudo não comprova que havia sangue do zelador em um par de botas de Ieda. Também não foi encontrado material da vítima no carro do casal. Por isso, Polícia Civil pediu novos testes para saber se os calçados e o automóvel foram lavados. Marcelo Primo, advogado de Ieda, afirmou que os laudos reforçam a inocência dela. "Acho um absurdo. Os laudos comprovam que ela nunca esteve na cena do crime e nem participou do homicídio e da ocultação. Isso reforça a defesa", disse.

Durante a acareação, foi possível ouvir o casal discutindo e o publicitário xingar Ieda. Além do crime de homicídio, o casal também será indiciado por fraude processual, ocultação de cadáver e porte de arma.
http://www.estadao.com.br

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por