Líderes mundiais são esperados para a marcha popular que acontece neste domingo (11) nas ruas de Paris em memória de 17 pessoas que foram mortas durante ataques terroristas na capital francesa na semana passada. Centenas de milhares de pessoas de toda a França e de outros países são esperadas em Paris. "Hoje, Paris é a capital do mundo", disse o presidente francês, François Hollande, a membros do gabinete, antes do início da marcha.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, devem comparecer à cidade e participar da marcha, assim como o presidente ucraniano Petro Poroshenko e o ministro russo de Relações Exteriores, Sergei Lavrov. No total, cerca de 40 chefes de Estado devem participar do evento, incluindo ainda a chanceler alemã, Angela Merkel, e o primeiro-ministro britânico, David Cameron.

A multidão esperada deve marcar um dos maiores eventos na cidade em décadas. As autoridades francesas estão adotando medidas "excepcionais" para gerenciar a multidão e garantir a segurança dos líderes estrangeiros. A circulação de veículos não será permitida em grandes áreas da cidade e as linhas de metrô serão fechadas. Fonte: Dow Jones