Pelo menos 60 pessoas já foram presas nas primeiras horas de votação em todo o estado de Minas Gerais. Segundo a Polícia Militar, elas faziam boca de urna ou propaganda irregular. De acordo com a Lei Eleitoral, é vedada qualquer tipo de divulgação de candidatos no dia do pleito, sendo permitido apenas o uso de camisetas, bottons e adesivos em "manifestação eleitoral". A PM afirma que está utilizando câmeras do Olho Vivo para identificar irregularidades.

Substituições

68 urnas tiveram de ser substituídas até agora em todo o estado de Minas Gerais. De acordo com informações do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), a maior parte dos equipamentos defeituosos se concentra na região metropolitana, com 27 ocorrências. Belo Horizonte lidera, com 9 urnas defeituosas, seguida por Contagem, com 2. A cidade de Varginha, no sul de Minas, também foi destaque: até agora, 4 urnas apresentaram problemas no município e precisaram ser substituídas.

Minas Gerais possui 46.700 urnas em funcionamento para o pleito.