Com a chegada do calor e aumento no consumo de cerveja, uma pesquisa chama a atenção para a variação no preço da bebida que chega até 158% nos bares e boates de Belo Horizonte como é o caso da Long Neck Stella de 275ml, encontrada a R$5 e também a R$12,90. A long neck Budweiser 343ml pode custar de R$5 até R$11,90, variação de 138%. A Skol de 600ml custa entre R$5 e R$9, variando 80%. Já a Cerveja Brahma 600ml registrou variação de 66%, sendo o menor preço R$6 e o maior R$10.  A Serramalte foi encontrada a R$7 e também a 11, variando 57%. A cerveja Heineken pode custar de R$8,50 a R$11, sendo 29% de variação. Já o Chopp de 300ml variou 86%. A bebida foi encontrada a R$4,50 e a R$8,40.

A pesquisa é do site Mercado Mineiro e foi realizada entre os dias cinco e dez de outubro em 41 bares e boates da cidade. O site fez um levantamento também de outras bebidas e petiscos.

A Caipivodka, por exemplo, foi encontrada a R$8,50 e a R$22,90, uma variação de 169%. A caipirinha variou 185%, com preços entre R$70 e R$20. O refrigerante em lata 300ml foi encontrado a R$3,50 e a R$8,50, variação de 142%. A porção de fritas foi encontrada a R$ 10,90 e também a R$28, uma variação de 158%. Uma porção de mandioca frita custa de R$10,90 a R$28.90, variação de 165%. E uma porção de carne de sol com mandioca custar de R$29,90 a R$58,90, variando 96%.

Aumento de preço

Já em relação ao mesmo período de 2016, a pesquisa revelou aumento de 10,46% na cerveja Heineken de 600ml, que custava R$8,99 e subiu para R$9,93. A Brahma de 600ml teve aumento de 8,48%, subindo de R$7,43 para R$8,06. A Serramalte de 600ml, que custava em R$9,02, subiu para R$9.88, um aumento de 9,53%. E Bohemia, que custava em média R$8,58, subiu para R$9,19, um aumento de 7,11%. 

A pesquisa completa está disponível no site www.mercadomineiro.com.br.