Devido às fortes chuvas que caem na cidade desde a noite de segunda-feira (8), o governador do estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, decretou ponto facultativo nesta terça-feira (9) nas repartições estaduais da região metropolitana.

“No período da manhã, as escolas estaduais permanecerão abertas enquanto estiverem com aluno. As aulas nos turnos da tarde e noite estão canceladas. O decreto com a decisão será publicado hoje”, diz a nota enviada pela assessoria do governo.

O governador também cancelou a cerimônia de lançamento do serviço Disque Rio Contra a Corrupção, da Controladoria Geral do Estado (CGE), que estava marcado para as 10h.

A Assembleia Legislativa do estado (Alerj) também decretou ponto facultativo desta terça-feira, por ordem do presidente da casa, deputado André Ceciliano. Está confirmada para quarta-feira (10) uma sessão extraordinária, às 14h40, para votar a pauta que seria analisada hoje pelos deputados.

O presidente do Tribunal de Justiça (TJRJ), desembargador Claudio de Mello Tavares, também decidiu suspender os prazos processuais e o expediente no órgão hoje na região metropolitana, acompanhando o ponto facultativo decretado pelo Poder Executivo.

Transportes

Algumas vias da cidade foram fechadas durante a madrugada, como o Alto da Boa Vista e Avenida Niemeyer. Segundo a operadora do sistema metropolitano de trens, a SuperVia, a operação está alterada em alguns ramais. Santa Cruz, Japeri e Belford Roxo estão com intervalos irregulares e paradas para aguardar ordem de circulação em alguns trechos; no ramal Deodoro os trens circulam com intervalos irregulares e podem aguardar ordem de circulação em ambos os sentidos.

Segundo o aviso da empresa, os trens paradores no sentido Deodoro e Campo Grande não estão parando nas estações Riachuelo, Sampaio, Engenho Novo, Méier e Piedade. A estação São Francisco Xavier foi reaberta e os trens sentido Deodoro e Campo Grande voltaram a parar em Oswaldo Cruz.

No ramal Santa Cruz, os trens sentido zona oeste não estão parando na estação Magalhães Bastos. Em Saracuruna, a operação foi retomada, mas com intervalos irregulares. A estação Olaria está fechada.

Não há alterações na operação do metrô. No sistema de BRT, os serviços com intervalos irregulares entre Jardim Oceânico e Magarça, bem como nos corredores Transcarioca e Transolímpica.

Aulas

Diversas instituições de ensino também suspenderam as aulas hoje, em decorrência das fortes chuvas e dos problemas de mobilidade geradas por ela. A prefeitura anunciou a suspensão das aulas nas escolas da rede pública municipal.

A Universidade Federal Fluminense (UFF) determinou ponto facultativo nos campi e unidades em Niterói e nos outros municípios que se encontrem em situação de calamidade. A Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) suspendeu todas as atividades acadêmicas e transferiu para quinta-feira (11) a reunião do Colégio Eleitoral.

O Colégio Pedro II, instituição federal, suspendeu todas as aulas  incluindo o Centro de Referência em Educação Infantil em Realengo e o expediente no prédio da Reitoria, em São Cristóvão.

Também anunciaram suspensão das atividades a Fiocruz, em todos os setores da cidade, e o Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet-RJ), no Maracanã, Itaguaí, na Maria da Graça e em Nova Iguaçu.

A Defesa Civil do município informa que, até as 8h45 desta terça-feira, tinham sido acionadas 45 sirenes, em 26 comunidades, além de receber 127 chamados na central de atendimento do órgão.

O Jardim Botânico, que foi fortemente atingido pelas chuvas ontem, não abrirá para visitação hoje.

Leia mais:
Temporal deixa pelo menos três mortos no Rio de Janeiro