Pelo menos 69 pessoas, incluindo 36 menores de idade, morreram nas chuvas torrenciais que afetaram Lobito, cidade que fica 500 km ao sul da capital angolana Luanda, segundo um balanço atualizado divulgado neste sábado.

O governo destinou quase um milhão de dólares para ajudar as famílias desabrigadas, anunciou Bornito de Sousa, ministro da Administração, que visitou Lobito, cidade de 800.000 habitantes.

Os desabrigados serão realojados para locais em melhores condições, segundo o ministro, que pediu ao governo local um censo de todas as pessoas que moram em zonas de risco.

Uma tromba d’água atingiu a cidade costeira de Lobito na madrugada de quinta-feira. As casas mais frágeis, construídas nas colinas da cidade, foram arrasadas.

Os trabalhos de busca de corpos e as operações de limpeza prosseguiam neste sábado.