Um ciclone tropical deixou pelo menos 100 pessoas mortas na região autônoma de Puntland, na Somália, disse o presidente do país, Abdirahman Mohamud Farole, segundo informações da Reuters.

"Uma forte tempestade atingiu as cidades de Bandarbeyle e Eyl no sábado e no domingo. Cerca de cem pessoas morreram. Centenas de casas e animais foram levados pelas enchentes ao oceano", afirmou o presidente.

De acordo com a reportagem, a autoridade também pediu que as agências internacionais ajudassem as vítimas. "Nós pedimos que as agências de ajuda das Nações Unidas deem assistência às vítimas. Em Puntland, nós criamos um comitê para investigar as perdas e danos. Eletricidade, comunicação e barcos de pesca foram destruídos."