A Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge) celebrou dois novos convênios com o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG), com interveniência da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra). Os objetos são a execução de obras de recuperação funcional da rodovia MG-105 e a contratação e a elaboração do projetos para adequações em pontes do estado.

As intervenções contribuem para oferecer cada vez mais conforto e segurança aos usuários de rodovias mineiras. Ao todo, o Governo de Minas Gerais está investindo R$ 13,5 milhões nas duas iniciativas.

O Convênio 10.953/2020 permitirá a execução das obras de recuperação funcional de 19,94 quilômetros do pavimento da rodovia MG-105, no trecho Pavão – Águas Formosas, kms 174,20 a 194,14. A melhoria viária contribuirá para a trafegabilidade e o escoamento da produção da região para centros consumidores nos municípios de Teófilo Otoni, Jequitinhonha e Araçuaí. As obras também vão beneficiar as cidades de Crisólita, Fronteira dos Vales, Machacalis, Bertópolis e Santa Helena de Minas, todas na região do Mucuri.

A ação permitirá também uma melhor ligação entre os estados de Minas Gerais e da Bahia, reduzindo o tempo de viagem e beneficiando uma população de aproximadamente 25 milhões de pessoas.

O total investido pela Codemge nesse convênio é de R$ 10 milhões. Somado ao valor de R$ 1 milhão, a cargo do DER-MG, o investimento soma R$ 11 milhões. A previsão é de que os trabalhos sejam concluídos em 12 meses.

Pontes

Já o Convênio 10.954/2020 prevê a contratação e elaboração do projeto de engenharia rodoviária para adequações em pontes do estado. A proposta é verificar as condições, substituindo pontes de madeira por novas estruturas ou reforçando pontes de concreto com restrição de carga, a fim de trazer maior conforto e segurança aos usuários. 

A iniciativa abarca 11 pontes, nas seguintes localidades:

- Rodovia LMG-638, entre Riachinho e Garapuava (distrito de Unaí), no Noroeste de Minas (quatro pontes);

- Rodovia LMG-698, entre Cana Brava (distrito de João Pinheiro) e o Entroncamento MG-181, no Noroeste de Minas (duas pontes);

- Rodovia LMG-714, entre Entroncamento BR-040 e Porto Diamante (na região de João Pinheiro), no Noroeste de Minas (duas pontes);

- Rodovia LMG-622, entre Serra das Araras (Entroncamento MGC-479, município da Chapada Gaúcha) e Entroncamento para MG-402, no Noroeste de Minas (uma ponte);

- Rodovia LMG-603, entre Cônego Marinho e Miravânia, no Norte de Minas (uma ponte);

- Rodovia LMG-747, entre Rio Santo Inácio e Coromandel (Entroncamento MG-188), no Triângulo Norte (uma ponte).

O valor do convênio totaliza R$ 2,5 milhões, sendo R$ 2.272.727,00 provenientes da Codemge e outros R$ 227.273,00 oriundos do DER-MG. O prazo previsto é de 14 meses para que os projetos fiquem prontos. A contratação e a execução das obras propriamente ditas serão definidas posteriormente.

Localização estratégica

Minas Gerais conta com a segunda maior rede de rodovias pavimentadas do país (27.657 quilômetros).

Devido à localização estratégica, as rodovias mineiras funcionam como artérias para a ligação entre as regiões Centro-Oeste/Norte/Nordeste, Sul/Sudeste, além do Mercosul.