O governo da Colômbia está oferecendo US$ 26 mil por informações dos rebeldes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), que foram responsabilizados pela morte de nove pessoas, incluindo civis, militares e um policial. O ataque ocorreu em uma delegacia na comunidade de Inza, localizada no estado de Cauca.

Segundo o tenente-coronel Mauricio Cardenas, os rebeldes jogaram explosivos caseiros de um caminhão, destruindo várias construções vizinhas ao posto policial. O presidente Juan Manuel Santos afirmou que as negociações para um acordo de paz com as Farc continuam, mas descartou um cessar-fogo. Fonte: Associated Press.