A captação de água no Rio Doce, em Colatina, na região Noroeste do Espírito Santo, voltou a ser interrompida na noite dessa segunda-feira (23). Uma última análise realizada por técnicos do Serviço Colatinense de Meio Ambiente e Saneamento Ambiental (Sanear) encontrou maior turbidez da água após a chuva.

"Por causa da chuva, a turbidez ficou mais complexa, gerou uma instabilidade da turbidez. Nosso procedimento é o seguinte: a gente trata um pouco da água, faz o teste e analisa se é possível continuar o tratamento. Nesta segunda, a água parou no processo da análise", explicou por nota a prefeitura de Colatina.

Ainda de acordo com a prefeitura, os engenheiros e técnicos do Sanear realizam análises constantes do material e apenas prosseguem com o abastecimento quando há certeza da qualidade da água.

Desde a aproximação da enxurrada de lama vinda de Mariana, em Minas Gerais, à 0h do dia 18, o abastecimento de água foi suspenso no município, mas havia sido retomado no final de semana após o resultado positivo da análise feita pelo laboratório Tommasi, em Vitória.

A lama de rejeitos de minério que vazou da barragem da Samarco chegou ao mar neste domingo.