Muitos podem até não acreditar, mas estatísticas revelam: entre as 19 regiões turísticas da Itália, a Toscana é a número 1 na preferência dos viajantes mineiros, principalmente na faixa dos 30 aos 50 anos.


A partir de Florença (Firenze), berço do Renascimento no século XV, e viajando de carro ou trem, é possível conhecer as múltiplas faces da Toscana, suas pequenas cidades, suas vinícolas e seus lugares mais marcantes - como Siena, Pisa, San Gimignano, Prato, Arezzo, Pistoia, Grosseto, Massa-Carrara, Lucca e o porto de Livorno, um dos mais importantes da costa do Mar Tirreno.


Uma das vantagens de Florença é sua localização central no mapa da Itália, a pequena ou média distância de muitas atrações turísticas de outras regiões. Fica a 104 km de Bologna, 269 de Ancona, 137 de Ravena, 157 de Perugia, 279 de Verona, 267 de Veneza e 300 de Milão (1h45 em trem expresso). Tudo muito rápido nos velozes comboios da Trenitalia.


Dentro da Toscana, as distâncias são bem mais curtas: Siena, apenas 70 quilômetros; e Pisa, 91. San Gimignano (estação Poggibonsi) fica a uma hora de trem; Padova, 1h40; Pisa, 1h15; Siena, 1h30. Os turistas preferem os trens, pela pontualidade e rapidez em todos os percursos. Muitos hotéis de 3 estrelas ficam próximos das estações principais, como Firenze SMN (Santa Maria Novella, nome de uma de suas mais importantes igrejas), Milano Centrale e Roma Termini.


A Itália reúne mais da metade do patrimônio artístico mundial, com mais de 3 mil museus, e a maior parte dessas obras fantásticas se concentra em Florença e arredores - bastando citar o Davi de Michelangelo, que provoca as maiores filas na famosa Accademia.


Cortada pelo estreito Rio Arno, bastante poluído, esta é a única cidade do mundo onde turistas podem fazer compras em lojas cobertas na Ponte Vecchio, nos dois lados, e elas datam do século XV, no auge do Renascimento.


De Roma-Termini a Florença são apenas 1h30 de trem, e você pode tomar o café no hotel, cruzar a rua e chegar à estação Termini a tempo de pegar o expresso das 7h45 para Florença, chegando às 9h15. Como o check-in nos hotéis é a partir das 14h, a sugestão é deixar as malas na portaria e iniciar o passeio pela cidade, onde há tanta coisa para se ver. As férias dos mineiros pela Toscana começam, quase sempre, pelos voos da TAP diretos de Belo Horizonte/CNF para Lisboa, com conexão imediata para Roma ou Milão. Os próximos trechos serão por trem, carro ou ônibus.